Núcleo Ttere de Trabalho - Realização

Fone: (18) 3905 1463

Núcleo Ttere de Trabalho - Realização

História

O Núcleo Ttere de Trabalho-Realização é uma Entidade filantrópica, sem fins lucrativos, fundada em 18 de Abril de 1.991, por um grupo de voluntários da sociedade civil, para profissionalizar e incluir pessoas com deficiência em Mercado de Trabalho.<BR>
A Entidade hoje atende há 300 pessoas com deficiências em seus programas: <BR>
• Programa Casa de Brinquedo de 0 a 6 anos<BR>
• Oficina de Produção Artes e Recreação <BR>
• Projeto: Ttere...te... Lugar de aprender de 07 a 17 anos<BR>
• Programa Aprendendo a Ser e a Conviver de 10 a 13 anos <BR>
• Programa de Iniciação Profissional de 14,15 a 16 anos<BR>
• Programa de Profissionalização acima de 18 anos<BR>
• Programa de Inclusão Profissional acima de 18 anos<BR>
• Programa de Orientação Profissional<BR>
• Programa de Sustentabilidade: Art Ttere – Oficina Pofissionalizante<BR>
• Programa de Acompanhamento Externo: Cadastro das pessoas com deficiência que aguardam vaga em mercado de trabalho.<BR>
* RESIDENCIA INCLUSIVA: ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL DE PESSOA COM DEFICIÊNCIA DE 18 A 50 ANOS.

Para tanto, dispõe de 43 funcionários e conta com o apoio direto de 82 voluntários que são incansáveis em sua total dedicação bem como o parceiro exemplar Centro Social Urbano de Presidente Prudente.<BR>
Somam-se aos esforços do Núcleo Ttere a sociedade Prudentina participante ativa dos eventos sociais, e nas necessidades da Entidade e a encaminhamentos e atenção dos empresários locais, o poder público nas diferentes estâncias, o CRAS do Alexandrina, o CRAS Augusto de Paula e a Entidade Social Casa da Sopa<BR>
Graças a toda esta articulação são hoje 386 pessoas com deficiência empregadas em órgãos públicos e empresas locais, que tiveram suas vidas transformadas, sua cidadania ampliada e melhora na qualidade de vida.

Missão

Possibilitar à Inclusão Social da pessoa com deficiência, ampliando a visão de mundo.

Objetivo

- Favorecer o processo de profissionalização da pessoa com deficiência;
- Contribuir para sua colocação em mercado de trabalho;
- Possibilitar propostas alternativas de mercado de trabalho;
- Possibilitar melhora na qualidade de vida;
- Incluir socialmente de crianças de 0 à 6 anos com deficiência ou necessidade especiais;
- Estimular aprendizagem de crianças de 7 a 10 anos com deficiência ou em situação de deficiência;
- Contribuir para o processo de aprendizagem de crianças e adolescentes de 10 a 14 anos com deficiência;
- Desenvolver ações complementares à escola com perspectiva de formação integral;
- Desenvolver habilidades e potencialidades;
- Estimular ingresso, regresso, permanência e sucesso na escola.
- Acolher jovens e adultos com deficiência sem independência e retaguarda familiar.